Blog

ANGUS: São Xavier dá show de uniformidade no Encorte

Os avanços genéticos dos criatórios que trabalham com o melhoramento de Angus rústicos vêm surpreendendo ano a ano. Cada vez mais uniformes, os lotes tornam a vida dos jurados mais difícil nas exposições nacionais da raça, como aconteceu esta semana em Santa Maria (RS). Depois de uma disputa acirrada no Parque da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), durante o Encorte, a São Xavier, do criador Caio Cezar Fernandez Vianna, levou os principais títulos entre o machos.

No campeonato de machos, o trio Grande Campeão foi o do lote 16 (tatuagens 2188,2186,2185) da Cabanha São Xavier, do criador Caio Cezar Fernandez Vianna, de Tupanciretã (RS), que, em 2019, completa 70 anos na criação Angus. Além disso, a propriedade levou o prêmio de Melhor Macho PO, com São Xavier 2186 Mastin. Para Vianna, a exposição deste ano apenas confirmou o comprometimento dos criadores na seleção de rústicos. Segundo ele, cada vez mais está se investindo em genética de qualidade para obter os resultados esperados. O criador fez questão de destacar a uniformidade dos animais expostos, fato que comprava a tendência entre os criadores brasileiros de se buscar cada vez mais animais funcionais.

“Os animais que entraram na pista serão bem aproveitados pela raça”, afirmou o jurado e criador Ulisses Amaral. Para o pecuarista que aceitou o desafio de avaliar a genética exposta em Santa Maria, os trios apresentados pelos três expositores premiados correspondem ao que se espera de animais rústicos: precoces, profundos e carniceiros. Quanto à exposição, destacou a notável evolução dos campeonatos rústicos. “Esses eventos estão sendo muito bem conduzidos, o desenvolvimento que a raça está conquistando é justamente o que buscamos há anos”, destacou Amaral.

CONCURSO INDIVIDUAL

Além do julgamento de exemplares em trios, seis animais Angus foram avaliados no concurso individual. O prêmio de Melhor Macho PO Individual foi para o exemplar São Xavier 2212 Macau, animal de propriedade da Cabanha São Xavier. “O exemplar escolhido como melhor macho PO é especial, pois é um animal de genética brasileira e filho de touros São Xavier”, comemora Caio Cezar Fernandez Vianna. Após o encerramento do julgamento da pista, foi realizado um coquetel de premiação e celebração da parceria da Associação Brasileira de Angus com a Associação Brasileira de Brangus.

Fonte: ABA